SBCD

SBCD empossa colaboradores eleitos para a CIPA na zona norte de SP

12 jun 2023

Colaboradores eleitos e indicados para a gestão da CIPA 2023/2024.

No dia 6 de junho os colaboradores eleitos e indicados da Sociedade Brasileira Caminho de Damasco (SBCD) tomaram posse para a gestão 2023/2024 da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) em unidades de saúde administradas pela SBCD na zona norte de São Paulo.

O evento foi realizado no auditório do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) do Centro de Referência ao Idoso na Zona Norte (AME CRI Norte), e contou com a presença dos cerca de 40 colaboradores eleitos e designados para a CIPA, representantes do SESMT (Serviços Especializados em Segurança e Medicina do Trabalho) da SBCD e do presidente da Caminho de Damasco, Luís Antônio Herce.

“A CIPA realmente mostra não só um protocolo obrigatório, conforme as leis vigentes, mas também uma necessidade que reconhecemos como importante e necessária no ambiente de trabalho. Com certeza os eleitos para a CIPA irão cumprir esse papel com maestria”, comentou o presidente da SBCD durante o evento de posse.

Nas unidades, o período de início da convocação e divulgação da eleição da CIPA ocorreu em abril deste ano, resultando na eleição de cinco colaboradores eleitos e cinco indicados na unidade do AME CRI Norte, cinco colaboradores eleitos e cinco indicados no PAI-ZN, além de 14 colaboradores eleitos e 14 indicados em unidades de saúde na zona norte, como preconizado pela Norma Regulamentadora N° 5 (NR-5).

Para Marcos Feitosa dos Santos, coordenador de Segurança do Trabalho da SBCD, além da cerimônia de posse no AME CRI Norte, o evento buscou reforçar o papel dos membros eleitos e indicados para a CIPA no cuidado cotidiano com a segurança no ambiente de uma unidade de saúde.

“Hoje foi um dia muito especial, pois marca o início dos colaboradores em uma função de grande importância para a manutenção da prevenção e segurança, promovendo direta e indiretamente a saúde de todos os profissionais envolvidos no cuidado e na assistência à pacientes”, conclui Marcos.

Pular para o conteúdo