SBCD

Serviço 192 de Itu participa de Caravana Social com técnica de desengasgo

28 jul 2023

Equipe do Serviço 192 de Itu

No dia 22 de julho, na cidade de Itu, no interior paulista, aconteceu mais uma edição do Caravana Social pela prefeitura do município. A ação, promovida aos finais de semana, é realizada por meio das Secretarias Municipais de Promoção e Desenvolvimento Social e de Saúde.

A Caravana Social tem o objetivo de mobilizar, aproximar e incluir comunidades distantes do centro urbano com orientações por meio de uma equipe da Assistência Social. Além disso, oferece atendimento com profissionais de saúde como médicos, nutricionistas, odontológico, atualizar vacinas, entre outros.

Na data, o Serviço 192 de Itu, administrado pela Sociedade Brasileira Caminho de Damasco (SBCD), por meio de contrato de gestão com a Prefeitura, participou da ação que aconteceu no Limoeiro da Concórdia, zona rural da cidade. O intuito foi ensinar técnicas de desengasgo para a população local, favorecendo o atendimento até a chegada do socorro médico.

Técnica de enfermagem realizando o treinamento sobre manobras de desengasgo

Para Eva Vilma, colaboradora da SBCD no serviço 192, essa ação “é de extrema importância para levar treinamento de desengasgo para as zonas rurais do munícipio, onde o acesso ao atendimento pode ser demorado devido à distância”.

Eva destaca a participação da equipe do 192 no dia da ação, formada pelo condutor Anderson de Freitas, os técnicos de enfermagem Bruna Nunes e Raphael Araújo Gomes, e também pelo supervisor Eduardo Anderson (frotas).

O médico Brás Henrique Alves, que atua como diretor técnico e administrativo do Hospital Municipal de Itu, além de coordenador do serviço 192 e de ortopedia da UPA 24h de Itu, também participou da Caravana e reforçou o papel da saúde nesse trabalho.

“A nossa participação nessa ação social faz parte de uma rede de serviços importante para à população mais afastada dos grandes centros urbanos. Além de reduzir distâncias, também levamos o cuidado, a atenção, e o lado humanizado do serviço em saúde, reforçando o papel da assistência para todos e em qualquer lugar”, conclui Brás.